Seria um sonho poder comer mais e ainda assim emagrecer? Saiba que esse sonho pode virar realidade se você apenas souber um pouco mais sobre o conceito de densidade calórica.

Essa nova proposta possui muitos benefícios para a saúde permitindo a ingestão de uma quantidade maior de alimentos sem ganhar quilinhos extra por isso. Conheça um pouco mais sobre esse conceito.

Densidade calórica, do que se trata?

Nada mais é do que a quantidade de calorias que um alimento possui em relação ao peso e volume. Assim, controlar sua alimentação a partir do consumo de alimentos com baixa densidade calórica permite um aumento no consumo dos alimentos e consequente redução no peso.

papa

Vamos pensar da seguinte forma, 100 gramas de um vegetal contém 30 calorias, enquanto a mesma quantidade de um chocolate possui 550 calorias. Ou seja, o chocolate possui uma densidade calórica muito alta.

Apesar de ser uma maneira de reduzir os pontinhos na balança, a densidade calórica não é considerado um método para emagrecer mas sim, para fazer escolhas mais saudáveis com a sua alimentação. O emagrecimento será um consequência desse aprendizado.

Basear seus alimentos na densidade calórica deles fará com que você escolha fontes mais saudáveis e menos densas para o seu corpo, permitindo que você consuma mais itens.

Medida-da-cintura

Como isso vai fazer você perder peso?

Vários estudos mostraram que ao consumir alimentos com densidade calórica mais baixa a pessoa acaba também consumindo menos calorias no final do dia. E da mesma fora, só que do lado oposto, pessoas que consomem alimentos com alta densidade possuem maior propensão para ganhar peso.

Além disso, via de regra, os alimentos com menores densidades calóricas costumam possuir mais água e fibras em sua composição fazendo com que a pessoa fique mais saciada e não sinta a necessidade de comer muito. Enquanto alimentos com mais calorias, não necessariamente dão a sensação de saciedade.

fitaNo geral, uma dieta com baixa densidade calórica fará com que a pessoa consuma alimentos mais naturais e integrais e menos alimentos processados, resultando numa redução de consumo calórico e de gorduras saturadas no final do dia. E o melhor de tudo, sem precisar comer menos.

Em um estudo recente realizado com o método da densidade calórica, os indivíduos perderam 7,7 kg em um ano, após a substituição para o consumo de alimentos menos densos, como frutas e legumes.

Alimentos com baixa densidade calórica

Conheça agora os tipos de alimentos que possuem baixa densidade calória e poderão te ajudar em uma dieta mais saudável.

Frutas: por possuir muita água e fibras, as frutas são ótimos alimentos para trazer saciedade sem muitas calorias.

Vegetais: estão entre os alimentos com menor densidade calórica, porque são compostos basicamente de água e fibras e pouquíssimos carboidratos.

Carnes magras: você nem precisa tirar a carne para comer de forma mais saudável. Carnes magras como frango, peixe e o peito de peru possuem uma baixa densidade calórica e podem ser introduzidos no cardápio. Já as carnes vermelhas são mais pesadas, com uma densidade de moderada a alta.

Ovos: o ovo é uma ótima fonte de proteína e pode ser combinado de uma ótima forma com os vegetais através dos omeletes.

Bebidas sem açúcar: água, café e chá (sem açúcar) possuem zero calorias e proporcionam saciedade.

Vegetais fonte de carboidratos: vegetais como batata e raízes (como o aipim) são uma ótima fonte de energia e possuem baixa densidade calórica.

alimentos

Alimentos com alta densidade calórica

Agora, na lista dos alimentos que você deve evitar estão balas e salgadinhos, bolos e doces industrializados, fast food, óleos, nozes, condimentos, bebidas açucaradas. Esses alimentos possuem alta densidade calórica são fonte de gordura e açúcar, além de muitos não te deixarem completamente saciada.

alimentos-densos-em-nutrientes-620x330

Fonte – Fabiosa

Anúncios